Grupamento Tático da Polícia Ambiental prende caçador e apreende grande quantidade de material utilizado na prática de caça em Ubatuba

No final da tarde de ontem (15/06), o Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), informou que um indivíduo teria agredido a esposa e fugido para área de mata em posse de duas armas de fogo no bairro do Ipiranguinha, munícipio de Ubatuba. Munidos de informações e imagem do possível agressor, duas equipes do Grupamento Tático Ambiental do Litoral Norte, utilizando técnicas de busca e rastreamento humano, realizou incursão em trilha no interior do Parque Estadual da Serra do Mar- Núcleo Picinguaba, e após cerca de 01H30 de patrulhamento tático, localizaram um homem caminhando portando uma espingarda e uma mochila. Após abordagem, localizaram no interior da mochila um apito tipo pio (simula o canto de aves para atraí-las e facilitar o abate), 08 cartuchos calibre 32 e uma muda de roupa. O abordado confessou a prática de caça, informando aos policias que possuía mais armas em sua residência, e que já pretendia se desfazer dos materiais, que segundo ele, pertenceu ao seu pai.

O infrator não era o agressor que deu origem ao patrulhamento, por tratar-se de ocorrência distinta, uma equipe prosseguiu nas buscas ao agressor e a outra fração de policiais foram até a residência do caçador, localizando em um armário trancado com cadeado, 04 espingardas de fogo de calibres 28 e 32; 68 cartuchos de calibres diversos; potes contendo chumbo, pólvora, e espoleta (utilizados para recarregar os cartuchos); 01 canhãozinho (armadilha que os caçadores instalam em trilhas feitas por animais silvestres, colocando alimentos como atrativo e um cartucho instalado no topo da armadilha, quando o animal vai se alimentar ocorre o acionamento do cartucho, causando a sua morte) e diversos materiais utilizados para a prática de caça.

O homem de 67 anos e os materiais foram encaminhados ao Distrito Policial de Ubatuba, onde o Delegado de Plantão elaborou boletim de ocorrência de caça e porte/posse de arma de fogo, apreendendo os petrechos utilizados na prática delituosa. O autor foi liberado mediante pagamento de fiança no valor de R$606,00 (seiscentos e seis reais). Na parte administrativa, a Policia Ambiental elaborou Auto de Infração Ambiental no valor de R$1.000,00 reais.

Denúncias podem ser feitas através dos telefones 190 e (12) 3886-2200 da Polícia Militar Ambiental de Caraguatatuba.

Siga o perfil oficial no Instagram da Polícia Ambiental no Litoral Norte de São Paulo: @pmambientalsp_litoralnorte