Câmara Municipal devolve R$ 8 milhões para a Prefeitura de Caraguatatuba

Os vereadores de Caraguatatuba fizeram a devolução de aproximadamente R$ 8 milhões, referente ao saldo de dotação orçamentária de 2021. Os cheques simbólicos foram entregues ao prefeito Aguilar Junior na manhã desta terça-feira(28).

De acordo com o presidente da Câmara, Tato Aguilar (PSD), hoje foi entregue um cheque no valor de R$ 5,9 milhões fruto de um trabalho em conjunto com os demais vereadores e que possibilitou esta economia. De maneira inédita, no mês de março, os vereadores já haviam devolvido aos cofres do Executivo o valor de R$ 2 milhões que, na época, foram empregados no combate a pandemia da COVID-19.

Somados, estes dois valores, a Câmara Municipal de Caraguatatuba, fez a devolução de aproximadamente R$ 8 milhões referentes ao repasse do duodécimo do ano de 2021.

“Quero muito agradecer aos meus colegas vereadores que também se empenharam bastante para que conseguíssemos este feito. Durante todo o ano buscamos fazer economias em diversas áreas do Legislativo e por isso conseguimos, já no mês de março, antecipar a devolução de R$ 2 milhões e, hoje, entregamos para o prefeito mais um cheque no valor de R$ 5,9 milhões”, explicou Tato Aguilar.

A pedido dos vereadores, o valor devolvido será utilizado em ações para a saúde e para investimentos em pavimentação e repavimentação de ruas. “Agradeço aos vereadores da base do governo que, com muita organização e administração conseguiram devolver essa quantia”, frisou o prefeito.

Participaram da entrega os vereadores: Vera Moraes(PV), Aguinaldo Butiá(MDB), Jair Silva(PV), Baduca Filho(MDB), Fernando Cuiú(PSDB), Gil Oliveira (PRTB), Cristian Bota(PP), Islando Bigode (PV), Dé Construtor (PSC), China(PSD), Celso Pereira (PSDB), Marcos Kinkas (PSD), e o presidente Tato Aguilar(PSD).

Orçamento 2022

O presidente da Câmara, vereador Tato Aguilar(PSD), reforçou que para o ano de 2022 os vereadores abriram mão de aproximadamente 8 milhões de reais que poderiam ser repassados segundo a legislação. “O orçamento da Câmara Municipal pode chegar a até 6% do orçamento do município, o que em 2022 poderia chegar a R$ 33 milhões. No entanto, conversamos com os vereadores, fizemos cálculos com nossa equipe técnica e chegamos a conclusão que poderíamos solicitar o valor de R$ 25 milhões, ou seja, oito milhões a menos do que poderia ser repassado ao legislativo”, finalizou Tato Aguilar.