Agentes do CCZ de Caraguatatuba realizam segunda avaliação de densidade larvária do ano; ação vai até o dia 30 de junho

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde e com o apoio dos agentes da dengue do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) deu início no dia 1º de junho mais uma avaliação de densidade larvária (ADL) no município.

Ao todo, 2.582 imóveis, distribuídos por toda a cidade, receberão a visita de um dos agentes. A avaliação se estende até o dia 30 deste mês.

Esta já é a segunda ADL de 2021. Na primeira, realizada em abril, o município obteve o resultado de 1,7%. Com esse nível de infestação do mosquito Aedes aegypti é preciso manter o estado de alerta.

De acordo com os parâmetros do Ministério da Saúde, quando o índice obtido é menor que 1,0% o resultado é satisfatório; de 1,1% a 3,9% é preciso ficar em estado de alerta; e acima de 4,0% é considerado alto risco.

A ADL é fundamental para que os agentes do controle da dengue do CCZ definam estratégias que contribuam com o combate à doença. Com o resultado em mãos, eles irão criar ações específicas para a eliminação de criadouros do Aedes aegypti.

O biólogo do CCZ Ricardo Fernandes ressaltou que, além das estratégias e ações promovidas pelos agentes, “a população também deve fazer a sua parte no combate à dengue”. Ele também lembrou a importância do “morador realizar vistorias semanais em sua residência” para a verificação de possíveis criadouros que contribuam para a proliferação do mosquito.

Cronograma de visitas da semana:

De 14 a 18/6 – Porto Novo, Martim de Sá e Massaguçu;

De 21 a 25/6 – Gaivotas, Tinga e Centro.

As visitas acontecem durante os dias da semana, das 8h às 14h.

Casos de dengue em 2021 – Segundo a Secretaria de Saúde, Caraguatatuba registrou, até esta terça-feira (15), dos 445 casos notificados, 34 são positivos para dengue. Outros 132 ainda aguardam resultado.