Através da produção de máscaras, entidade de Caraguatatuba desenvolve projeto pedagógico e de geração de renda

Com os desafios impostos pela pandemia, uma entidade de atendimento a crianças em Caraguatatuba, desenvolveu um projeto de confecção de máscaras, que além da  geração de recursos financeiros, foi ampliado às atividades pedagógicas praticadas com as crianças.

A Associação de Amparo e Proteção à Crianças e ao Adolescente – Soaproc, é uma entidade filantrópica fundada em 1978, que presta atendimento a crianças, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Caraguatatuba. Localizada no bairro do Tinga e conhecida como Creche Santo Antônio”,a entidade também desenvolve projetos socioeducativos e de geração de renda.

Atualmente, atende cerca de 110 crianças, com idades aproximadas de 01 a 03 anos, com salas de Berçário II à Maternal II.

Tradicionalmente, a instituição realizava eventos temáticos durante o ano letivo, como forma de arrecadar fundos complementares. Mas, com a pandemia e a suspensão das atividades presencias, a equipe de educadores se viu diante de um novo desafio: como angariar fundos diante da realidade da pandemia e dos limites impostos?

Foi então que surgiram ideias que levaram ao desenvolvimento do projeto “Amar é ação – Proteção, arte e segurança”, que produz máscaras de tecido para comercialização e para doação às famílias carentes da comunidade. Desde o início do projeto, com o decreto de quarentena, mais de 3 mil máscaras foram vendidas e 350 foram doadas.

Com o retorno das aulas presencias na rede municipal, ocorrido no último dia 10, a equipe  gestora viu no projeto uma forma de inseri-lo às atividades pedagógicas realizadas com as crianças. Assim, diversas máscaras foram produzidas em tecido sem estampas e utilizadas como uma “tela em branco” pelas crianças, que puderam expressar sua criatividade, realizando pinturas alegres e coloridas.

A diretora da Instituição, Sonia Maria, contou que a ideia surgiu de uma experiência familiar, que teve com sua neta, que pedia insistentemente uma máscara branca. A avó não entendia o pedido, pois os tecidos de que dispunha, continham estampas alegres e coloridas. Mas, atendeu ao pedido da neta e surpreendeu-se ao vê-la colorindo e personalizando sua máscara, da maneira como queria: repleta de rosa, sua cor preferida.

Sob o aspecto pedagógico, a coordenadora da unidade, Vanessa Botelho, explicou que além da importância do trabalho lúdico, a ação reafirma com as crianças a importância dos cuidados na prevenção do Coronavírus e, principalmente, do uso da máscara. “Nossas crianças dão exemplo ao utilizarem a máscara corretamente. Através delas, conseguimos conscientizar muitos adultos que ainda não se disciplinaram ao uso correto e frequente desta importante ferramenta de prevenção”, disse.

A creche Santo Antonio continua com a comercialização de máscaras ao custo unitário de R$ 6. Os interessados em adquiri-las podem entrar em contato com a instituição, de segunda a sexta-feira, das 8 às 14h, nos telefones (12) 3887-3304 ou (12) 98198-1638.

A secretaria de educação de Caraguatatuba, através do setor de projetos, avalia compartilhar a experiência positiva do projeto desenvolvido pela Soaproc, às demais unidades do município.