Reis cobra vacinação para professores da área esportiva

Vereador já havia cobrado imunização para profissionais de educação

Na última sessão de Câmara (30/03), o vereador José Reis de Jesus Silva, o Reis, presidente do legislativo municipal, através de requerimento, questionou a prefeitura sobre a possibilidade de incluir os professores de educação física no grupo de educadores para serem imunizados contra o Covid-19.

Reis, que é educador, tem cobrado a vacinação para os profissionais de educação. Em 2 de março, o vereador encaminhou requerimento pedindo ao governo, a inclusão dos professores nos grupos prioritários. Na ocasião, o vereador ressaltou que o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em reunião com a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) em 19 de fevereiro, se comprometeu em abranger os professores como prioridade na estratégia de imunização, atendendo reivindicação dos prefeitos.

As inquietações do presidente da Câmara Municipal foram atendidas, com o anúncio do Governo do Estado, em 24 de abril, que acrescentou os profissionais de educação no Plano Estadual de Imunização, com inicio da vacinação da categoria a partir de 12 de abril.

De acordo com o Governo do Estado, a vacinação será para educadores da rede pública e privada, acima de 47 anos, que trabalhem em creches e escolas até o Ensino Médio, com a estimativa de atender 350 mil pessoas incluindo docentes, diretores de escola e inspetores de alunos.

Reis comentou, em sua justificativa, durante a sessão, que a Prefeitura de São Sebastião deve seguir o cronograma do Estado em relação à imunização dos professores.

Por essa razão, pediu para incluir cerca de 30 profissionais de Educação Física, da Secretaria de Esportes que normalmente, estão em constante contato com a população, principalmente atuando na Promoção Social, e que, em virtude do risco de contaminação estão realizando suas atividades em caráter de home office, como apontou em seu trabalho.

Reis também pediu para incluir os professores de Educação Física que atuam voluntariamente no município, bem como os que trabalham em academias e como personal trainer.

“Essa vacinação é muito importante para a proteção da comunidade escolar, das crianças, de todos que desenvolvem atividades junto às escolinhas esportivas e em contato com a população, para garantir mais segurança, principalmente assim que forem retomadas as aulas presenciais”, afirmou o presidente do Legislativo.

Preocupação com a vacinação

Há tempos o vereador Reis vem manifestando sua inquietação quanto à imunização da população, como em 17 de março, quando solicitou informações da Prefeitura sobre a existência de estudos visando a compra de vacinas e atendimento de pessoas com deficiência e crianças especiais, incluindo-os nos grupos prioritários para vacinação. Na oportunidade, o vereador destacou estudo realizado pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e divulgado pela Revista Sciense, no ano passado, onde foi apontado que o Coronavírus é 10 vezes mais mortal em pessoas com Síndrome de Down, pois, de acordo com pesquisadores, a vulnerabilidade pode estar ligada a anormalidades imunológicas, combinadas com cópias extras de genes-chave, sendo que portadores de Síndrome de Down possuem três cópias do cromossomo 21, ao invés de duas habituais.

Na ocasião, ele comentou o Projeto de Lei 534/2021, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, em 10 de março, que autoriza estados, municípios e o setor privado a comprarem vacinas contra a Covid-19 com registro ou autorização temporária de uso no Brasil, e, destacou que inúmeros municípios obtiveram autorização do Legislativo para integrar o consórcio da FNP para aquisição de vacinas contra a Covid-19 complementando, assim, as doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde, o que possibilitará ampliar o número de imunizações nas cidades.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.