Caraguatatuba é a cidade do litoral norte que mais vacina e São Sebastião é a que tem o pior percentual de imunização

São Sebastião vacinou apelas 7,1% de seus moradores

O governo de São Paulo, a partir da última quinta-feira (01/04), passou a divulgar o percentual de vacinação em cada município em relação à população local. A ferramenta digital, desenvolvida em uma parceria entre as secretarias estaduais de Comunicação, Saúde, Desenvolvimento Regional e a Prodesp, permite a qualquer pessoa acompanhar em tempo real o número de vacinados em todo o Estado.

A ferramenta digital está disponível no site do Vacinômetro do Governo de São Paulo (www.vacinaja.sp.gov.br/vacinometro), no botão “Ranking de Vacinação”.

O Vacinômetro é alimentado diretamente com as informações da plataforma digital Vacivida, que monitora toda a campanha de vacinação contra o Covid-19 no Estado.

Através dos dados disponíveis na plataforma, é possível constatar que o município do litoral norte que mais aplicou vacinas contra o Covid-19, é Caraguatatuba, seguido por Ubatuba, enquanto São Sebastião é o município que vacinou o menor percentual de habitantes.

Caraguatatuba aplicou a primeira dose de imunizante em 8,92% da população, o que equivale a 11.007 pessoas, enquanto Ubatuba atingiu 8,2% de sua população e Ilhabela, 8%, São Sebastião, na última colocação, vacinou 7,1% de seus habitantes.

Confira os dados das cidades do litoral norte.

A plataforma do Governo do Estado foi atualizada em 04/04/2021, às h 18:01:39.

Municípios buscam alternativas

Muitos municípios brasileiros têm aderido com Consórcio Conectar, instituído pela Frente Nacional do Prefeitos (FNP), com objetivo de reunir prefeituras para negociar aquisições de vacinas e insumos para tratamento de pacientes diagnosticados com o Covid-19. No litoral norte não é diferente. Os municípios de Caraguatatuba e Ilhabela formalizaram sua adesão no consorcio que está sendo criado pela (FPN), para aquisição de imunizantes pelos municípios.

Em Caraguatatuba, o prefeito Aguilar Junior e em Ilhabela, o prefeito Toninho Colucci, já sancionaram leis que permitem a compra de doses pelos municípios.

No arquipélago, o prefeito Colucci outro passo significativo. Assinou uma carta de intenções para a aquisição de 100 mil doses da vacina russa Sputnik V, que está em fase liberação junto à Anvisa. O prefeito ilhéu pretende investir cerca de R$ 5 milhões para aquisição da vacina. A intenção do governo de Ilhabela é doar metade das doses ao SUS, para que possa ser utilizada na região.

Em Ubatuba, a prefeita Flávia Pascoal também tem se movimentado para buscar alternativas para imunizar a população. Na última quarta-feira (31/03), esteve reunida com empresários e com a promotoria, para buscar tratar da questão.

Em São Sebastião, o prefeito Felipe Augusto segue inerte. Não manifestou interesse em aderir o consórcio da FPN ou qualquer outra forma de aquisição de vacinas para acelerar a imunização dos sebastianenses. Por outro lado, o governo de São Sebastião segue realizando testes rápidos, que não transmitem um diagnóstico preciso, conforme consideração do Ministério da Saúde.

Informações: Governo de São Paulo

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.