BC libera oficialmente transferências bancárias pelo WhatsApp

Uso para pagamentos segue em análise

O Banco Central autorizou oficialmente as transferências bancárias através do aplicativo Whatsapp. A decisão foi anunciada na noite desta terça-feira (30) pela autoridade monetária.

Horas antes, o Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, falou sobre o tema em evento virtual realizado pela instituição. Para ele, a ferramenta será uma inovação financeira, ao juntar mensagens, conteúdo e meios de pagamentos.

“Se eu tenho isso, o WhatsApp vai ser aprovado em breve para fazer pagamentos no Brasil. Vejo um casamento entre mídia social e o mundo de finanças, os controladores têm de entender como regular, enfrentar e o que significa para competição na sociedade”, disse Campos Neto.

A empresa Facebook Pagamentos do Brasil, dona do WhatsApp, foi aprovada como “iniciador de transações”. As operadoras Visa e Mastercard receberam autorizações de dois arranjos de pagamentos: transferência/depósito e operações pré-pagas, em que o cliente abastece uma carteira virtual com dinheiro para gastar mais tarde.

Em nota, o Banco Central informou que as autorizações “poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”. As transferências e as contas pré-pagas estarão disponíveis assim que o WhatsApp liberar a modalidade. Caberá ao próprio aplicativo definir as tarifas de transação.

Em junho do ano passado, o Banco Central suspendeu o teste que o Facebook havia iniciado no Brasil . Em parceria com as operadoras Visa e Mastercard, pessoas físicas e empresas poderiam usar a função pagamento dentro do aplicativo para transferirem dinheiro e fazerem pagamentos dentro do país e em reais. Na época, o Banco Central interrompeu o serviço por identificar potencias riscos à proteção de dados e à competitividade.

Whatsapp Pay

O Whatsapp Pay é um serviço gratuito de operações financeiras através do Whatsapp, lançado em junho do ano passado, que não requer instalação de aplicativos extras no aparelho de celular e, funciona nos sistemas operacionais Android e iOS.

De acordo com o site especializado em tecnologia, Techtudo, o serviço aceita cartões de crédito e débito das bandeiras Visa e Mastercard, e das empresas Nubank, Branco do Brasil e Sicredi, com previsão de incorporar outros parceiros.

Conforme publicado pela Agência Brasil de Notícias, as operações só poderão ser feitas dentro do Brasil. Transações com o exterior estão vetadas. Os pagamentos de compras por meio da plataforma Facebook Pay, que haviam sido pedidos pelas operadoras, continuam sob análise e não foram incluídos na autorização.

O serviço está disponível desde dezembro de 2020 para a Índia, onde foi lançado em novembro de 2019, porém enfrentou problemas de regulação junto ao Banco da Reserva da Índia (RBC), o banco central daquele país. Após o compromisso de resolver as pendências, o aplicativo fui inicializado no país asiático.

Informações da Agência Brasil de Notícias e do portal Techtudo

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.