Copa América 2021: Conmebol define novo calendário com dez seleções

Brasil estreia contra a Venezuela no dia 14 de junho

O novo calendário da Copa América 2021, adiada para este ano em razão da pandemia de covid-19, foi anunciado hoje (15), pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O torneio ocorrerá de 13 de junho a 10 de julho na Argentina e Colômbia, com apenas dez seleções, após a desistência de Austrália e Catar, países convidados. O Brasil é o atual campeão – a última edição ocorreu em 2019.

O jogo de abertura no dia 13 de junho será entre Argentina e Chile, na capital Buenos Aires. No mesmo dia, Paraguai e Bolívia duelam na cidade argentina de Medonza. 

Já o Brasil estreia no dia seguinte, contra a Venezuela, em Medellín (Colômbia). O escrete nacional disputará todos os jogos da primeira fase na Colômbia, onde também será realizada a final da Copa América, em 14 de julho, na cidade de Barranquilla.  

O caminho do Brasil

Durante a primeira fase da Copa América, as seleções estão divididas em dois grupos, e apenas os dois melhores em cada chave avançam às quartas de final. A Seleção Brasileira ficará no grupo sediado em território colombiano e joga em quatro cidades diferentes durante primeira fase. Para não precisar sair do país, o Brasil precisa terminar em primeiro ou segundo lugar na chave. Se ficar em terceiro ou quarto, fará as quartas de final na Argentina.

A estreia brasileira será dia 14 contra a Venezuela, em Medellín. Depois segue para Cali, onde enfrenta o Peru dia 18 e, em seguida joga contra a anfitriã Colômbia, dia 24 em Barranquilla. Para encerrar a primeira fase contra o Equador dia 28 em Bogotá.

Caso se classifique terá ainda, mais três jogos pela frente para chegar ao título da competição continental.

Uruguai é o maior campeão, enquanto o Brasil busca a décima conquista

O atual campeão da Copa América é o Brasil, que venceu a edição de 2019, derrotando o Peru na final por 3X1 no Maracanã.

O futebol pentacampeão mundial do Brasil soma nove títulos da Copa América. O Uruguai é o maior vencedor, com 15, seguido pela Argentina, com 14. Paraguai, Chile e Peru somam duas taças, enquanto Colômbia e Bolívia ganharam uma. Das seleções sul-americanas, somente Equador e Venezuela nunca venceram o torneio.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.